Novatos no seu time ágil? Corra da inércia! – Cecilia Fernandes

Categories Ageis, Eventos, Metodologias
nao Deixe Seu Time Virar só mais um TIJOLO NA PAREDE
Evitando mudanças
Evitando mudanças

Começou falando sobre inércia, explicando que inércia não quer dizer parado, mas pode ser … Então como fugir deste comportamento com os novatos?

A Caelum em 2009 era de certo pequeno mas passado 3 anos que ainda permanecem na empresa mas muita… muita… mudanças aconteceram, e em uma equipe que acreditava em agilidade e nos benefícios dela pode se preocupar ainda somos ágeis?

Mas primeiramente precisamos definir o que é agilidade, porque eles ainda continuam com testes automatizados, propriedade coletiva do código, coragem e outras práticas, mas a incerteza da agilidade preocupa. Porque ter as práticas não significa que ainda estamos permanecendo ágeis, e é ai que se nota que estamos perdendo o porque das coisas, segue-se a cada vez mais práticas que estão em vigor mais perguntados porque não se sabe. Um pouco do experimento dos macacos, todo mundo faz porque todos fazem!! Mas para a Cecilia sem entender o porque não existe inovação, não existe mudança… é inércia! Muito se faz, mas sempre no mesmo ritmo na constância do não inovar.

Testes automatizados são excelentes. mas você faria estes para um script que irá se rodar uma vez e nunca mais será alterado, três linhas de código podem ser testados de forma automatizados e para não passar vergonha e não se quebrar a inércia. Prática não é regra! Fazer algo desnecessário porque foi institucionalizada não te movem em rumo a nada melhor!

Neste momento paramos para fazer duas práticas primeiramente questionamento, “Como identificar a inércia” e em seguida em como “resgatar a agilidade”, gerando um debate alem de troca de conhecimento! Listadas na tela das fotos a baixo, vemos identificadores de inércia como a aparição de muitos “porque sim” no seu time!!

 

Identificando Inércia
Identificando Inércia
Resgatando Agilidade
Resgatando Agilidade

Na Caelum aconteceu este problema, e a inércia poderia ter acabado com algo de muita importância para eles a agilidade, e como algo de bom e importância houve uma mudança interna compartilhada com várias iniciativas feitas! Primeiro foram criadas várias formas de se compartilhar o conhecimento, dentre todo o time, em eventos como “brown bags” e incentivo/cobrança em participações de eventos da própria empresa.  Logo em seguida, foi se gerando uma mudança cultural no incentivo da iteração dos novatos, para que eles ensinem, que “quem ensina aprende duas vezes”. Foram criados almoço técnicos dos novatos, pedidos calorosos para o envolvimento destes em listas de discussões, na criação de posts.

Se nada resolver… deixe todos errarem, desta forma pode ser que se re-inicie o processo por meio de uma nova busca de como resolve-los e acreditando na decisão se saia da inércia, melhor mudança do que ser apenas mais um tijolo na parede!

Veja o vídeo da apresentação na infoq: http://www.infoq.com/br/presentations/novatos-time-agil