BarryOreilly

Durante os anos empresas aparecem e desaparecem com uma certa frequência, e não apenas pequenas tem desaparecido mas com muita frequência as grandes tem perecido. Para onde foram as ideias? O que aconteceu com o mercado? Estamos fazendo o certo? Estamos tentando controlar o incontrolável o imprevisível? Boa parte destas empresas, que se extinguiram, são fundamentadas em profundas e verticalizadas organizações. Como conseguiremos trabalhar no imprevisível enquanto as decisões apenas dessem estas grandes cachoeiras! Informações e ideias fluem pelas redes, em uma rede cada pessoa…Continue Reading “Technology is not enough! Barry O’Reilly”

Neal Ford

Falar sobre abstrações nos dias atuais, é refletir sobre a própria natureza da ciência da computação e da engenharia de software. Soluções escaláveis, problemas rotineiros, todos passam em algum momento pela escolha de como serão visto pelos usuários finais, e é comumente aí em que soterramos sob camadas e mais camadas de abstração as nossas soluções. Pensamos na facilidade de entender, de manter, e até de expandir; mas como lidamos com os problemas que existem nas partes que encobrimos com a abstração? Até que ponto…Continue Reading “Neal Ford – Abstraction Distractions”

Alê Gomes

O Alê começou se apresentando  e se colocando como indigno de ser keynoter deste grande evento, e começando a definir todos os outros que estão envolvidos no crescimento da comunidade. Para ele um não só é eleito um comitê para representar e lutar pelos interesses de todos uma vez que várias vozes ao mesmo tempo estão clamando. O Agile Brazil tem acontecido bem, e assim acontece quando o interesse deste grupo representa os representados! Acontece que em muitos casos e parece que nossos representantes políticos…Continue Reading “O limbo da demanda latente – Alê Gomes”

Rebecca

O que é agilidade em negócios? Esta foi a pergunta inicial da Rebecca, provavelmente o principal ponto é fazer entregas mais rápido com mais valor, onde o negócio alcance mais eficiência, com medições constantes de hipóteses, e assim que conseguimos confirma-las, então podemos incorpora-las. E isso é muito interessante, porque apesar de toda esta ideia envolvida no ciclo de lançamento de um produto, ainda não voltamos a fonte após a entrega para descobrirmos o que fazer em seguida, ou se foi realmente eficiente esta entrega….Continue Reading “Poised for Changes – The Virtuous cycle of business Agility – Rebecca Parsons”

Mauricio Aniche

Tomar decisões é muito complicado e em software, na vida vivemos de achometro e em código devemos parar de fazer isso. Qual parte do código deve ser iniciada a cobertura ou os testes, a classe mais fácil, a mais conhecida, a que possui mais dependentes. O Aniche defende que assim como decisões de negócio são apoiadas por mineração de dados devemos fazer o mesmo com os nossos dados sobre código. Software apodrece! Precisamos pensar nas métricas, precisamos ir além da nossa percepção. Dizer oque é…Continue Reading “Métricas de código, pra que te quero? -Mauricio Aniche”

baby.com

O Imbertti começou a falar sobre o porque do agile, para ele uma das coisas é descobrir o produto e atender o time to market; outro ponto trabalhar junto e debater os assuntos. Story Mapping é desenvolver o produto em camadas, onde a primeira camada a mais baixa de um bolo pode ainda ser realizada uma festa, quanto mais voce aprende e evolui o bolo ganha camadas e pode ficar melhor. A baby.com.br entrou no mercado brasileiro em 2012, utilizando uma plataforma existente para que…Continue Reading “Story Mapping: o desafio de selecionar a primeira fatia do produto”

Screen Shot 2013-06-26 at 10.46.27 AM

Existe mais para o desenvolvimento de produtos do que apenas o desenvolvê-os. O patrcik já trabalha há algum tempo com software, e muitos problemas depois ele vê métodos ágeis como a forma de fazê-lo potencializando o pensamento. Antigamente existia a impressão de que a motivação estava atrelado a obrigação, e que pareceu não funcionar com o tempo, mas com o passar dos dias parecia que a melhor ideia era colocar mais dinheiro no meio, bônus entre outros, mas assim como o agile brazil vimos que…Continue Reading “Agile: Unlocking our Human Potential – Patrick Kua”

Screen Shot 2013-06-26 at 10.21.50 AM

Hoje, 26 de Junho dia de um dos maiores protestos desta nossa nova mudança brasileira, estamos reunidos para o início do maior evento de métodos ágeis do hemisfério sul. O grande Manoel Pimentel, iniciou os trabalhos às 09:30h com a apresentação de quem seriam os nosso convidados de honra e sobre oque eles iriam falar. Depois tivemos a apresentação dos novos brinquedos do evento como o continuos feedback, como canal direto com a equipe organizadora do evento e a sugestão de bombarmos com a #agilebr….Continue Reading “AgileBR bem vindo!!”

Sucesso na medida certa - Métricas de vaidade

Ví recentemente um time de desenvolvimento apresentando aos gerentes, a defesa da qualidade como agente de crescimento. Eles estavam apresentando em um gráfico que demonstrava que quando eles começaram a focar em qualidade, obtiveram um crescimento no número de cadastros. Já o setor de marketing um dia depois após esta apresentação, reclamou os créditos, e apresentou as propagandas como fator no aumento de 170%… Qual deles foi realmente o gatilho para o sucesso?!? Talvez, ambos? Muitas vezes na busca pelo sucesso possível, ou imediato esquecemos…Continue Reading “Sucesso na medida certa – Métricas de vaidade”

The Green Lake

A estratégia do oceano azul, é um livro que ensina estratégias de como criar e trabalhar mercados, e vai de encontra ao oceano vermelho cheio de concorrência, e a entrada neste mercado normalmente é baseada no aproveitamento e diferenciação por baixo custo sobre o mesmo. Mas “como podemos escapar do oceano vermlho” achar mercados inexplorados, onde você possa estar sozinho, ou que a concorrência seja irrelevante, onde a diferenciação pela inovação possas ser feita pelo valor gerado, oque é diretamente pontuado pelo mercado. O oceano…Continue Reading “The Green Lake Strategy – Um metamodelo para design de mercados – Manoel Pimentel Medeiros”